Implante de Prótese Peniana não diminui o tamanho do pênis – revela estudo apresentado no AUA

Introdução

Uma causa comum de insatisfação do paciente após a cirurgia de Implante Peniano (Prótese) é o encurtamento do pênis. Este estudo prospectivo teve como objetivo nvestigar o tamanho do pênis medido no pré e no pós-operatório.

Métodos

Pacientes consecutivos submetidos à cirurgia de Prótese foram avaliados durante um período de 1 ano. Medidas padronizadas do comprimento peniano flácido esticado (SFPL) foram realizadas sob anestesia no pré-operatório, em seguida, re-medido no final do procedimento com o pênis na posição ereta. A medição foi feita por um único avaliador e foi mensurada da seguinte forma: o comprimento do pênis da pele supra-púbica para a glande distal (pele a ponta) e o perímetro foi medido com fita em torno da base do pênis. Os dados de tamanho foram registrados para os cinco milímetros mais próximos. Registramos o tipo de implante peniano e o tamanho e os dados do índice de massa corporal (IMC), hipertensão, HbA1c e doença de Peyronie (PD). O software SPSS foi utilizado para análise estatística. Teste T pareado para verificar diferença estatística no comprimento e circunferência pré e pós-operatório. Torneiras cruzadas para avaliar a correlação entre Comprimento / Circunferência e outras variáveis.

Resultados

Foram incluídos 133 pacientes. 66% tinham implante maleável (MP), 34% implante inflável. Idade mediana e IMC foram 56 anos e 30, respectivamente. 30% dos pacientes tinham hipertensão e 28% tinham DP. 67% eram diabéticos. A média do SFPL pré-implante foi de 12,8 ± 1,8 cm. Média pós-operatória comprimento ereto 13,1 ± 1,7 cm. No geral, houve um aumento significativo no comprimento + 0,36 ± 0,63 cm. Os pacientes que tiveram IP tiveram um aumento mais significativo no comprimento de 0,62 ± 0,72 cm em comparação com o MP 0,22 ± 0,53 (p << 0,05). Fizemos o teste ANOVA e gráfico relativo para circunferência diferencial (pré e pós-operatório) versus diâmetro da prótese (pequeno: 9,5 mm, médio: 11 mm, grande: 13 mm) e não foi estatisticamente significativo (p = 0,86).
O comprimento diferencial (pré e pós-operatório) versus comprimento da prótese mostrou-se estatisticamente não significativo. Investigamos correlações entre os desfechos pré e pós-operatórios relacionados ao IMC, hipertensão, diabetes e DP. Nenhuma dessas variáveis afetou o resultado.

Conclusões

A cirurgia de implante de prótese peniana não diminui significativamente o tamanho do pênis em comparação com a avaliação pré-operatória, mas a preserva para a maioria dos pacientes.

Fonte Bibliográfica: 

https://eventscribe.com/2018/AUA2018/agenda.asp?tn=Sexual+Function%2FInfertility

Sobre o autor

Alessandro Rossol

Nenhum comentário.

Comentários