Mitomicina: um novo tratamento para esclerose do colo vesical após cirurgia da próstata

A urologista Jill Buckley apresentou na plenária do Congresso da AUA estudo para tratamento de esclerose do colo vesical com mitomicina.
A esclerose ou estenose do colo vesical consiste num estreitamento na loja prostática que ocorre após a cirurgia radical da próstata ou após ressecção endoscópica da próstata (RTU).
Os sintomas usualmente são diminuição importante e progressiva do jato urinário após a cirurgia. Eventualmente também pode ocorrer incontinência urinária.
Os tratamentos usuais para esta moléstia são secção endoscópica a frio com uretrótomo, ressecção endoscópica com alça quente de RTU e cirurgia aberta com ressecção da área estenosada e colocação de esfíncter urinário artificial.
Na técnica da Dra. Buckley são realizados a uretrotomia associada à injeção de mitomicina no tecido fibrosado em torno da área esclerosada.
A mitomicina é uma droga quimioterápica que tem sido utilizada há alguns anos para tratamento intravesical do câncer de bexiga. Entretanto alguns centros especializados em cirurgia da próstata têm publicado estudos com aplicação da mitomicina na esclerose de colo após cirurgia da próstata com bons resultados.
Neste grupo de pacientes da Dra. Backley, 72% dos pacientes tiveram seu problema resolvido após a aplicação da mitomicina, sem necessitar de novas intervenções num período de 12 meses.
Poit-courterpoint: Mitomycin C for refractory bladder neck contracture
Moderator: Kenneth Angermeier
Pro: Jill Buckley
Con: Anthony Mundy
Plenary Session of AUA – San Diego 6-10 May 2016

Sobre o autor

Dr. Rossol

Nenhum comentário.

Comentários