Incontinência Urinária

Ao contrário do que muita gente pensa, a perda de urina é um problema muito comum que precisa de tratamento. Quem deixa a urina escapar sem querer pode estar sofrendo de incontinência urinária, que acomete pessoas de todas as idades e classes sociais. O importante é se informar e procurar ajuda médica.

O que é Incontinência Urinária?

É a perda involuntária de urina, que acontece de diferentes maneiras. A pessoa pode perder apenas algumas gotas de urina quando tosse, espirra ou faz algum esforço. Ou pode até esvaziar a bexiga inteira antes de conseguir chegar ao banheiro.
No entanto, a incontinência urinária não é uma doença e sim um sintoma causado por diferentes razões. Por atrapalhar o dia a dia das pessoas e interferir na sua qualidade de vida, há fatores emocionais, além dos físicos, envolvidos com esse problema.

A incontinência urinária acontece a qualquer um?

Sim, em qualquer fase da vida de pessoas de quaisquer classes sociais. Mas é mais comum nas mulheres de todas as idades e nos homens com mais de 60 anos. Segundo pesquisas, cerca de 5% da população brasileira tem incontinência urinária. Mas acredita-se que o número de pessoas afetadas seja muito maior, porque muita gente tem vergonha e não conta para os médicos que sofre desse mal.

Quais são as causas da incontinência urinária?

A perda de urina pode ser causada por fatores como uso de alguns tipos de medicamentos, infecções ou problemas de deficiência hormonal.

Quais são os tipos de incontinência urinária?

Há três tipos:
– Incontinência Urinária de Esforço
– Incontinência por Urgência Miccional
– Incontinência Paradoxal

O que acontece na incontinência urinária de esforço?

– As pessoas perdem urina ao tossir, espirrar ou dar risadas;
– Vão ao banheiro mais vezes;
– Perdem urina ao se levantar da cama ou até de uma cadeira;
– Evitam exercícios físicos por medo de não segurar a urina.

E na incontinência por urgência miccional?

– As pessoas perdem urina imediatamente após sentirem vontade de ir ao banheiro;
– Levantam muitas vezes durante a noite para urinar;
– Urinam na cama;
– Vão ao banheiro pelo menos a cada duas horas;
– Sentem vontade de urinar desproporcional à quantidade de líquido que consomem.

E na incontinência paradoxal?

– As pessoas vão correndo ao banheiro para urinar e não conseguem;
– Levantam muitas vezes durante a noite para urinar;
– Perdem gotas de urina o tempo todo;
– Quando vão ao banheiro, têm a sensação de não esvaziar completamente a bexiga;
– Urinam lentamente e têm o jato urinário fraco.

Como se trata esse problema?

Há diversas maneiras de tratar e curar a incontinência urinária. Muitos casos são tratados apenas com medicamentos. Outros necessitam de fisioterapia específica. Há também a cirurgia, um tratamento altamente eficiente e simples. A pessoa nem precisa ser internada.

Agora que você já sabe que a incontinência urinária é um problema comum e que o mais importante é procurar ajuda, não perca tempo: consulte um especialista!

Sobre o autor

Dr. Rossol

Nenhum comentário.

Comentários