Estudo nos EUA indica que a detecção precoce do câncer de próstata levou ao declínio no número de homens apresentando câncer de próstata metastático.

A detecção precoce do câncer de próstata (PCa) nos Estados Unidos resultou em uma diminuição no número de homens com PCA metastático, concluíram os investigadores em uma apresentação dos resultados do estudo no 33º Congresso da Associação Européia de Urologia em Copenhague, na Dinamarca.

Em uma análise de dados do programa Vigilância, Epidemiologia e Resultados Finais (SEER), Thomas Helgstrand, MD, PhD, do Centro de Câncer de Próstata de Copenhague, e colegas descobriram que a incidência de novo metastático PCA declinou de 12,0 casos por 100.000 homens em 1980-1984 para 4,4 casos por 100.000 homens em 2005-2011. A taxa de mortalidade específica por PCA em 5 anos para toda a coorte foi de 56,5%. Aumentou de 54,2% em 1980-1984 para 61% em 2005-2009. A incidência decrescente de PCa metastático de novo foi seguida por uma redução na mortalidade geral específica por PCa em 3 anos, relataram os pesquisadores.

A equipe do Dr. Helgstrand comparou as descobertas do SEER com as de uma coorte de homens na Dinamarca usando o Registro de Câncer de Próstata Dinamarquês (DaPCaR). Em contraste com os resultados do SEER, a incidência de novo PCM metastático no DaPCaR revelou um aumento de 6,7 casos por 100.000 homens em 1995-1999 para 9,9 por 100.000 em 2005-2011. A taxa de mortalidade específica por PCA em 5 anos para toda a coorte foi de 64%. A taxa diminuiu significativamente de 73,4% em 1995-1999 para 56,8% em 2005-2009. Esta diminuição foi acompanhada por uma diminuição não significativa na idade mediana de 74,2 para 73,2 anos e uma diminuição significativa nos níveis médios de PSA de 320 para 145 ng / mL no momento do diagnóstico.

Os resultados desta análise populacional indicam que a detecção precoce identifica pacientes com CaP em um momento mais precoce no curso da doença e, em maior medida, antes de os pacientes desenvolverem doença metastática, disse Helgstrand ao Renal & Urology News. “Uma consequência indesejada desta detecção precoce, no entanto, é o sobrediagnóstico e o tratamento excessivo de homens portadores de câncer de próstata localizado não letal, cujo tempo de vida remanescente permaneceria inalterado e cuja qualidade de vida seria possivelmente maior se não fosse diagnosticada.”

Fonte Bibliográfica:

ttps://www.renalandurologynews.com/eau-congress/metastatic-prostate-cancer-diagnoses-decreasing-in-us/article/752922/

Sobre o autor

Alessandro Rossol

Nenhum comentário.

Comentários